Família Pelliccioli

História

História da família Pelliccioli no Brasil.

Família italiana cujos ancestrais moravam, e alguns descendentes ainda moram, na cidade de Ciserano, Província de Bergamo na região da Lombardia no Norte da Itália.

Significado do Sobrenome Pelliccioli

O sobrenome familiar Pelliccioli foi classificado como tendo sua origem em um apelativo popular ligado a uma atividade profissional exercida pelo portador inicial, ou seja, ligado a um trabalho que este executava com a finalidade de suprir suas necessidades e de manter seus dependentes.

Depois do Concilio de Trento, com a exigência dos sobrenomes, muitos adotaram os de suas profissões, estas na época eram transmitidas de pai para filho, para fazer distinções entre indivíduos que tinham o mesmo prenome, mas outra profissão.

Esta também foi uma forma muito popular de se atribuir sobrenomes familiares pois facilmente se identificavam pessoas através de suas profissões, neste grupo se inserem muitos dos sobrenomes com grande índice de freqüência, ou seja, largamente utilizados. Nesta categoria de sobrenomes incluem-se todos os que recordam qualquer atividade exercida, inclusive cargos, funções, títulos de grau, de condição social, uma vez que, estes últimos, representem um oficio exercido na área civil, militar, religiosa e até mesmo familiar.

O termo Pelliccioli foi a forma plural de Pellicciolo, este composto pela junção entre o substantivo Pelliccia e o sufixo diminutivo instrumental -olo, ou seja, este sufixo identifica uma profissão. Pelliccia vem do latim pellis (pele) através do adjetivo pellicius (relativo a pele) que no período medieval se tornou feminino para indicar a própria pele tirada, arrancada, curtida e comercializada, junto ao sufixo -olo este termo foi utilizado para identificar o curtidor e/ou mercador de peles de animais utilizadas na confecção de roupas ou acessórios tais como calçados, bolsas, etc.

Desta forma, entre os séculos VIII e XV, pois foi neste período que 90% dos sobrenomes se formaram, alguém, cujo sustento estivesse de alguma forma relacionado ao trato com pele de animais, fora conhecido em algo como "il Pellicciolo", quando este Sr. teve um filho o mesmo fora então conhecido em algo como "Fulano, filho do Pellicciolo", o filho deste, ou melhor, neto do patriarca inicial, utilizou-se do termo após seu primeiro nome como forma de se identificar como descendente daquele Sr., o repasse do termo de geração em geração acabou por transforma-lo em um sobrenome familiar.

O termo plurificado surgiu posteriormente como forma de se identificar um clã familiar, em italiano a frase "Família dos Pellicciolos" fica "Famiglia dei Pelliccioli", os que passaram a se utilizar deste novo termo deram origem a este braço familiar.

Imigração

Carlo Pelliccioli e sua esposa, Maddalena Bertola, por necessidade, foram obrigados a abandonar sua terra natal (Itália) e buscar na América do Sul uma melhor qualidade de vida. Com muito trabalho e sacrifícios desbravaram as terras desconhecidas para gerar condições de dignidade às novas gerações.

Chegaram no Brasil e se estabeleceram na LInha Jansen, lote 15 em Atualmente pertence a Farroupilha, no estado do Rio Grande do Sul.

Carlo Pelliccioli e Maddalena Bertola vieram da Itália com os Filhos:

Giácomo Pelliccioli

Marco Pelliccioli

Defendente Pelliccioli (Fendo)

Carlo Pelicioli (Carlin) - Nascido no Brasil

A Grafia Correta do sobrenome é PELLICCIOLI, porém no Brasil por erros de registro encontramos com as seguintes grafias:

Pelliccioli

Pellicioli

Pelicioli

Peliciole

Peliccioli

Peliciolli

Brasões

Brasão da família

Pelliccioli

Brasão de Bergamo

Bergamo

Brasão de Ciserano

Ciserano